Choro

Choro por não saber
Choro por não ver
Choro por não saber ou ver o que me rodeia...
Choro por querer
Choro por simplesmente ser
Choro por querer ser o que todo o mundo odeia...
Mais uma gota
Que cai da obscura nuvem
Que nos atormenta...
Mais uma lágrima
Que cai dos olhos cuja existência
Do corpo e alma lamenta...
Caio... caio em direcção
Aos frios infernos.
E caio... caio por desejar
Ardentemente amores eternos.
Adoeço e morro
pelo viver do nada
que me consome...
morro e adoeço
por não ter corpo, alma
ou sequer nome... 

19.01.2001

2 degraus subidos:

  1. what a beautiful photo but the poem sounds sad :(
    the photo looks so peaceful.

    great work!

    ResponderEliminar
  2. The poem is sad.. No matter how I try, lyric is my passion :) you have to read "Praise", I think you`ll like it best :) The photo was taken by my mobile phone, as all taken by me, so thank u for appreciate it!

    ResponderEliminar

Inspira. Escreve.