Ilumina-me

"ilumina-me" | shoot me
Sento-me num qualquer penedo
Rodeada pela sinistra escuridão.
As paredes fecham, prendem-me
Ao delírio, a esta apaixonada ilusão.

A luz rodopia na minha frente,
Encadeando o meu rosto de menina,
Iluminando as lágrimas cadentes.
Mostra-me um atalho,
Leva a minha sina.
Deixa-me ao orvalho.
Acompanha-me na neblina.

Mar, meu mar
Que salpicas nos meus pés.
A tua cor, espelho do vasto céu
O teu intimo, reflexo do sublime que és,
Arrasta contigo todo o pesar que é meu.

15.04.2011

0 degraus subidos:

Enviar um comentário

Inspira. Escreve.