Tainted Affection

Caught in an island
Claimed as Planet Earth,
Among beings breaking steps.

Just a shadow in your mind
A face that can be swept. 

Awake at dawn
Reminding of your map.
Will you ever heed?

A thought in my trap.


My verses are written
By my own daring,
My assign for a minor.

Mistaken for those shaped by lies.
Sometimes, a hard bearing
For who's a word refiner.

28.05.2011

Praise

Celebrate the day
That never comes.
Laugh at the thoughts
You have to burn.
Enjoy the gestures,
Mime playing the drums.
Congratulate the hurt
That made you torn.
Drive to wherever
Makes you feel undead.
Applaud the song
Performing in your head.
Contemplate on the words
Which will never be said.
Admire the people
That you
- unfortunately -
misread.

25.05.2011


Chronos

Procuro o tempo,
Escondido nas areias,
Entre as âmbulas
da ampulheta,
Manuseada por uma
Marioneta.

Perdida pelas ruas da cidade, 
Procuro o rosto.
Ao som de cada passo,
Um certo esforço.

24.05.2011


Feather

Had forgotten 
The warmth of the sun.

Dusted with cotton, 
Thrown to the greenest lawn,

Everything is done.

And in a moment
it will be dawn. 

23.05.2011

Gazing

Write your name in the sky
So that I know
your thoughts are mine.

20.05.2011

Ramificações

Horas que passam
Paralisadas no tempo.
Silêncio que ecoa
Cada lamento.

O espírito angustiado,
Quer companhia muda.
No sossego sossegado,
A ansiedade absurda.

20.05.2011

Pensas, Logo Existo

Encoberto por névoa sobrenatural,
Aproxima-te, sol insolente!
Em coagida surdez de cristal,
É clara a inquietude frequente,
Por detrás dum acobardado... ponto final.

18.05.2011


"Era assim" |shoot me

Na Vitrine

Sufocada pela pele reluzente,
Pelo sorriso constante,
Em cada pulo dado,
A melancolia está em mim.
Ansiosa mas hesitante,
Apaixonada e lograda pela vida,
Sou eu, eu sou assim.

Envergonhada por quaisquer defeitos,
Intimidada por grandes feitos,
Vítima do coração,
Das ideias em contínua observação.

Ignoro as escadas que subi,
Procuro contentamento em
Cada parte anatómica do meu ser.
Procuro viver na originalidade,
Num globo sem identidade,
Recordada em memórias a esquecer.

17.05.2011

And Yet, I Like You

Don't know what the heart 
You took is waiting for,
Since it was left to die,
Beaten to dry,
Under the sun in a seashore.

13.05.2011



Sore

In this rainy day
I go beneath the drops
That wash my tears.
A sad song, playing along
A moment to remember,
To be puzzled, sense fear.
A soreness is multiplied
From inside my core.
And despite my smile,
I’m mourning on the floor.

09.05.11


Love at Sight

Winter Season

"quote of the day"| shoot me


Give me your hand,
Come closer to me.
There´s a winter season bursting in,
And it's too cold here,
Among this crowd,
to be alone in all your glory. 
Give me your hand,
Let´s hide from these rainclouds, 
Walk with me.
Help me write
The first lines of our story.

08.05.2011

Adrift

Lost my insight last sun.
Should have kept it
In my hand, 
Sticked like gum.

06.05.2011


Devaneio

Aproximo-me da varanda
E agarro-me às frias barras cinzentas.
Observo as imponentes ondas,
Enquanto o vento me sussurra
Frases soltas e lentas.
À medida que tendo a minha cabeça,
Sinto um ligeiro respirar no meu pescoço.
Imagino as tuas mãos
No meu inerte corpo.
Entrego-me a esta ilusão
A esta visão, à apatia.
Ergo o meu olhar para o infindável céu,
As nuvens tão graciosas e vazias.
Nada mais do que seres ocos.
Subitamente, o teu toque pára
E afasta-se. A minha essência.
Os teus lábios desvanecem
Tal como um frágil sopro.
Volto-me e encaro a minha existência.
Permaneço estática, distante
Com o coração repentinamente morto.

Wasted

"Porque tu, sim tu, és – directa ou indirectamente – responsável pela felicidade duns e tristeza doutros. Porque me fazes isto?

Rodopia sobre o teu mundo… nada é melhor do que um manto de sinceridade."
                                         (excerto de "My selfish moment")