Ente Infinito, Tu


Aos paralisados muros
Soletro as palavras que atento.
Neles gravo as aperturas,
Rapinadas pelo teu vento.

09.08.2011

0 degraus subidos:

Enviar um comentário

Inspira. Escreve.