AnaLogia

Os grãos de areia fluem
Pela quietação homicida que
Confessa a sua nudez. 

Vê-lo a ir
Sem o poder agarrar e
Beijar mais uma vez.

"descansa, ele volta..." - shoot me

Os apertos são tricotados
Por linhas de timidez
Em volta da volta prometida.

Imortalizo o  encobrimento
Da dor embebida quando,
Lá do fundo, se escuta:
"Isto não é uma despedida."

08.11.2011

2 degraus subidos:

  1. Já tens um livro com os teus bonitos poemas? Se não tens devias ter! :)
    Gosto!!!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Ana! Por acaso já há uns tempos que me dedico a dois livros - poesia e prosa! Beijinho grande, keep visiting :)

    ResponderEliminar

Inspira. Escreve.