Objeto Brilhante

Tu, que me observas de longe
E me deixas levar
Pelas minhas loucuras.
Tu, que me olhas como
Quem me ama,
Que se acaricia e se nutre 
Da minha tortura.


Não te quero na alvorada,
Nem depois do crepúsculo.
 Abandona o céu noturno e
Leva contigo
Meu coração minúsculo.

14.11.2011

0 degraus subidos:

Enviar um comentário

Inspira. Escreve.