Sou Labirinto

Abraço o que sinto.
 Dou as mãos ao medo,
Mordo o lábio e 
Sigo o instinto.

Vem comigo.

Deixa-me oferecer-te 
Este orgão faminto.
Quero alimentar-te deste
Coração de sangue tinto. 

02.11.2011


0 degraus subidos:

Enviar um comentário

Inspira. Escreve.