Mea Culpa

Giro em mim.
O queixo geometricamente erguido,
Azuis olhos selados.

Inspiro.

O cheiro lívido 
Da pele amaciada 
Por pelo aclarado.
Meu. Teu.
Em orgias de 
Fonemas inertes ao 
Equívoco deste órgão dorido. 
Dá-me um teu olhar molhado.

Giro em mim.
De cabelos soltos espelhados
E de gordo lábio mordido.

06.02.12

"Water Experiences" | Jon Gavin

4 degraus subidos:

  1. Simplesmente Adorei...

    Mas... depois do elogio certeiro do pé de meia já não há muito a dizer...

    Parabéns pelo Blog, tens poemas lindissimos... e agradeço a publicação das minhas fotos...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por tudo jon :)e as tuas fotos merecem destaque!
      Beijinho*

      Eliminar

Inspira. Escreve.