Brilhos

Prendo a luz
Na mão
P'las dunas
D'impressão.
Crava-se a cruz 
No palco em que atuas,
Quilómetros do que sou.
E no prefácio
Escrevo 
O que me gritam
As tuas palavras:
Silêncio.
Ruído de fundo
Baralhado
P'la cidade e no seu som;
Embalado
P'lo meu quarto
Nas luzes 
Em combustão.

28.06 & 02.07.2012
  
Diana Tavares | Fotografia

2 degraus subidos:

Inspira. Escreve.