No Limite do Impossível

Mergulho os pés
Num arrepio até cima,
Como o dum amor imaturo.
Os teus dedos p'los meus
Neste piso duro
Por onde
Arrastas o meu corpo
Em passos inseguros
P'lo silêncio do tempo e
Contra os muros de tudo.

Demoro-me no respirar
De horizontes impuros e
Lanço-me ao mar
De água morna,
Num azul de céu escuro.

16.12.2012


"Half of life" | P-S-A-M

5 degraus subidos:

Inspira. Escreve.