Parte Final

"Algumas pessoas nunca enlouquecem.
Que vidas verdadeiramente horríveis devem elas liderar."
Charles Bukowski
    "Subiu por ele de dentro para fora, numa vaga pavorosa, uma sensação de alívio como ele já não sentira há algum tempo. Em suspiros, o alvoroço vindo das sombras ocultas da memória; recordações que haviam sido encobertas pelas entranhas do seu ser. 
    Acomodou a alma atormentada no corpo quieto, decrepitada pela neblina do incerto. Ouviu crescer o silêncio no seu interior, enquanto espreitava pela janela de madeira húmida as luzes mergulhadas na  profundeza da noite e sentiu-se distanciado daquele lugar, empurrado pela tristeza do momento, intimidado por aquela súbita, absurda solidão.
    Abre-se um baço olho azul com as pontas dos dedos, "sem reação" - ouve-se, em tom asfixiado pelos quilómetros entre eles. Ali estava ela, de alma acordada num corpo esmagado pela carcaça do carro, que bateu, capotou e rolou estrada fora. 
    Ela, de telemóvel na mão pronto para lhe ligar."
06.09 a 03.11.2013

0 degraus subidos:

Enviar um comentário

Inspira. Escreve.